domingo, junho 10, 2012

Book Fair in Oporto

                                                               Foto by Sara (minha sobrinha)
                                                         
Como tinha prometido ao RafeiroPerfumado, fui visitá-lo a Feira do Livro,
 Andava eu e a minha sobrinha pela Feira quando o avistei ao longe e disse: "Está ali Sara!", -"Então vamos", disse a minha sobrina, mas eu estava com vergonha e então decidimos conhecer mais a Feira e depois sim, ganhar coragem, lol!!.
Passado um pouco lá fomos até ao local do RafeiroPerfumado e lá ganhei coragem para o conhecer!
Foi super simpatico como já o imaginava e apesar de terem sido só uns minutinhos (eu também sou muito timida e de poucas conversas), gostei e valeu a chuva que apanhei nas "trombas", só para o conhecer.
Comprei-lhe o livro claro, e já comecei a lê-lo, só li 3 páginas, mas já me  fartei de rir, tenho pena de ele não ter lá os 2 primeiros livros, porque tinha-os comprado também!!

P.S- Gostei da dedicatória, mas não acreditei na 1ª parte, of course, lol!!
Outro P.S- Não percebo como é que ainda não escreves para sketchs humoristicos, este País não dá valor aos verdadeiros talentos!
Mais um P.S- Cortei as cabeças na foto, porque senão o RafeiroPerfumado ainda me punha um processo encima por expor a sua imagem sem autorização!!

4 comentários:

Marta disse...

Também fiz o mesmo, mas em Lisboa ;)

Teté disse...

Vergonha de conhecer o Rafeiro?!? LOL! Mas se ele tinha convidado as pessoas a lá irem, também era para as conhecer, não?! :)))

Também já li o livro! :D

Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Ganhar dinheiro à conta de processos é algo muito arriscado em Portugal, acabamos a pagar a faculdade dos filhos dos advogados!

Gostei muito de te conhecer, Conchita, e garanto que a primeira parte foi sincera! Beijoca e obrigado!

Alien David Sousa disse...

C.
Olha,olha para ela!!! Eu também estive com o Cão, mas em lisboa. O livro ainda não lhe consegui deitar as mãos porque a minha mãe não o larga! :/
O cão é simpático sim senhora e teve o privilégio de me conhecer pessoalmente, coisa rara visto eu fugir dos jantares de blogs como o diabo foge da cruz.

Ah, ele foi obrigado a assinar um documento onde garantia nunca desvendar a minha identidade. Depois de uma mija, lá assinou o documento.
Beijinhos C.